Barra da Tijuca, Rio de Janeiro, RJ Barra Square Shopping Center, Avenida das Américas 3.555, Bloco 1, Sala 301

Aplicativo 99: a primeira startup nacional avaliada em US$ 1 bilhão

O aplicativo 99 ganhou visibilidade no mundo dos negócios nos últimos meses por ser avaliado em mais de U$ 1 bilhão. Conheça mais sobre a história dessa startup brasileira fundada por três aficionados por tecnologia trabalhando em casa.

Todo mundo já se perguntou o que faria se ganhasse R$ 1 milhão. Já os fundadores do aplicativo brasileiro de transporte 99 (antigo 99Taxis) receberam a notícia em janeiro deste ano de que seu empreendimento fora avaliado em mais de um bilhão de dólares.

De acordo com o portal IstoÉ Dinheiro, a startup concorrente direta do Uber no País foi vendida para Didi Chuxing, chinesa do mesmo ramo, que já tinha participação nas ações do 99. O aplicativo fundado em 2012 por três “nerds” brasileiros teve seu ápice quando lançou o serviço Pop, que se assemelha à concorrente multinacional norte-americana.

Como surgiu o 99

A bilionária startup brasileira surgiu quando o ex-estudante de Mecatrônica da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo Ariel Lambrecht usou um aplicativo de táxis em viagem à Europa e imediatamente teve a ideia de criar algo parecido no Brasil.

Lambrecht convidou seus colegas de curso Renato Freitas e, em seguida, Paulo Vera para desenvolver o aplicativo no País. Em junho de 2012, o trio lançava no mercado o 99 Taxis, que teve um investimento inicial de R$ 50 mil.

Atualmente, o aplicativo oferece quatro categorias de serviços: 99Pop, que são as “caronas pagas”, como o Uber; 99Táxi, semelhante aos táxis comuns, com um valor mais baixo; 99Top, carros de alto padrão, como os carros executivos; e serviços de táxis comuns.

Por que o 99 deu certo

A fórmula do sucesso do 99 baseia-se em três pilares:

1 Conhecimento técnico

Os três ex-estudantes de Mecatrônica detinham o conhecimento técnico necessário para desenvolver o produto que idealizaram. O curso conhecido como “o futuro das engenharias”, além do gosto pessoal por tecnologia e áreas da computação, deu base para que os idealizadores não precisassem terceirizar o trabalho, garantindo o sucesso do empreendimento.

Hoje em dia, ter o mínimo de conhecimento das ferramentas de Tecnologia da Informação (TI), como programação e desenvolvimento, faz muita diferença no mundo corporativo. Afinal, independentemente do segmento do investimento, ele precisará utilizar a tecnologia avançada para se manter ativo, seja como suporte ou vantagem competitiva.

2 Trabalho e persistência

O aplicativo 99 não cresceu exponencialmente da noite para o dia. Além disso, o trio de investidores soube unir seus potenciais individuais e trabalhar em equipe. Lambrecht tinha a visão de produto, Freitas lidava com os assuntos relacionados à tecnologia e Veras era um empreendedor experiente, com algumas startups lançadas no mercado.

3 Estratégia e inovação

As estratégias dos empreendedores uniram criatividade, demanda e visão de mercado. Inicialmente, por falta de capital, focaram em divulgar o aplicativo apenas na metrópole São Paulo. Além disso, pensaram em desenvolver um aplicativo vantajoso para o taxista, seu cliente e principal parceiro no início.

A possibilidade de trabalhar de forma remota, sem custos altos para manter a empresa, também foi um grande diferencial. Assim, o retorno do investimento chegaria mais rapidamente, sem afetar a qualidade do produto e possibilitando a expansão para outros estados do País.

Os programadores do aplicativo, por exemplo, podiam trabalhar em qualquer lugar que estivessem, bastando apenas um computador, conhecimento técnico e dedicação ao objetivo em comum.

O sucesso do 99 baseia-se em inovação e visão de mercado, de modo que os recursos da tecnologia são até hoje os grandes aliados do empreendimento. Qual o seu ponto de vista? Deixe nos comentários abaixo.

 

Comentários com Facebook
Ligue-me de volta!

Podemos te enviar nosso material digitalizado?


Sim
Não

Preencha o formulário


Aulas grátis de Programação e Photoshop! Deseja participar?


Sim
Não

Preencha o formulário