Barra da Tijuca, Rio de Janeiro, RJ Barra Square Shopping Center, Avenida das Américas 3.555, Bloco 1, Sala 301

10 Dicas Para se Tornar um Designer Gráfico Freelancer

Quer começar a trabalhar como designer gráfico freelancer? Leia este artigo e descubra 10 dicas que vão te ajudar nessa caminhada!

A carreira de designer gráfico conta com desafios frequentes ao profissional. Com áreas de atuação tão amplas, a produção gráfica pode ser feita para marcas e empresas de todos os tamanhos.

O designer gráfico é responsável pela criação de materiais gráficos, podendo eles serem para catálogos, cardápios, blogs, redes sociais, folhetos, adesivos, rótulos, embalagens, cartazes, outdoors. O trabalho também pode se expandir, sendo esse desenvolver e trabalhar a comunicação visual desde o princípio e tudo que envolve a empresa.

Para atuar na área é necessário o conhecimento avançado em programas como:

  • Photoshop;
  • InDesign;
  • CorelDraw;
  • Illustrator;
  • Freehand;
  • Gimp.

Os motivos para se tornar designer gráfico freelancer podem ser diversos: criar renda extra, começar um portfólio, praticar os aprendizados e tantos outros. Porém, é preciso dedicação e disciplina para trabalhar de forma tão livre.

10 dicas para se tornar um designer gráfico freelancer

As dicas foram desenvolvidas como degraus que você precisa de um passo atrás do outro para crescer a alcançar sua meta. O sucesso é sempre resultado de muito trabalho e preparação!

Tenha um portfólio e mantenha atualizado

Trabalhar com materiais visuais requer um portfólio correspondente. De nada adianta o cliente te conhecer e não ver as suas criações. Mantenha seu portfólio sempre atualizado com materiais criativos, versáteis e mostrando as suas habilidades.

O objetivo nesta fase é encantar o cliente e passar a sensação de confiança no seu trabalho, mostre que contratá-lo fará toda a diferença.

Produza conteúdo independente

Ter projetos paralelos é importante para criar material diferente do que você já está acostumado a fazer. Também é uma possibilidade criar conteúdo para as suas próprias redes sociais, fazendo seu trabalho presente e podendo gerar indicações dentro da sua própria bolha.

Faça seu marketing pessoal

Divulgue seus trabalhos e portfólio, fale sobre a profissão, escreva artigos ensinando algo ou com apenas a sua opinião em relação ao tipo de trabalho. Como já diz o ditado “Quem não é visto, não é lembrado”, se faça presente, demonstre seu potencial.

Estude

Trabalhar em uma área que envolve tecnologias e softwares requer atualizações frequentes. É necessário estar sempre antenado às tendências do mercado e novas ferramentas. Acompanhar as novidades é um desafio a ser cumprido para não deixar seus conhecimentos ficarem obsoletos.

Planeja-se

Tenha em mente quantas horas por dia e em quais horários você irá trabalhar. Se organizar dessa forma ajuda na hora de se comprometer com prazos e com a própria entrega do trabalho.

Planeje também seus dias ou períodos de folga do trabalho como designer gráfico freelancer. A pausa é importante para manter sua produtividade alta, impedindo que se sinta sobrecarregado e com a rotina maçante.

Selecione os trabalhos que pode fazer

Muitos podem ser os motivos de aceitar um trabalho: valor do pagamento, vontade de participar do projeto e não querer desperdiçar oportunidades são os principais. Porém, agir desta forma pode te prejudicar a longo prazo.

Aceitar uma proposta que foge do que você pode oferecer prejudica a sua credibilidade com o cliente, pois o trabalho será entregue abaixo da qualidade ou fora do prazo, pelas dificuldades de execução.

Crie sua rede de network

Mantenha contato com profissionais da sua área de atuação e correlatas. Reconhecer o outro como concorrente, além de não ser saudável, não acrescenta em nada no seu trabalho. Com uma boa rede de network vocês podem trocar experiências, dicas, e indicações para benefício mútuo.

Tenha opinião

Com tantos profissionais apresentando apenas o mínimo para o cliente, seja o profissional diferenciado. Não se acomode, converse e entenda seu cliente para poder opinar com propriedade.  Estar antenado com as tendências de mercado pode te ajudar a surpreender e criar material inovador.

É interessante também, apresentar pesquisas de mercado para validar a sua opinião com embasamento.

Apresente estratégias

Clientes e ex clientes podem se afastar por diversos motivos. Para se reaproximar, você pode apresentar estratégias personalizadas para melhorar os negócios do seu cliente. Com apenas um e-mail você retornar a memória dele e seu interesse será visto como profissionalismo, provavelmente gerando novos trabalhos.

Valorize seu trabalho

Por último mas não menos importante, valorize o seu trabalho. Acerte sempre o valor com o seu cliente, de forma que ele entenda o motivo do valor cobrado. Argumente e alinhe expectativas para evitar problemas futuros.

É bom manter uma planilha sempre em mãos com os valores de cada serviço. O trabalho vai muito além da arte, tem o atendimento, tempo aplicado e dinheiro investido em cursos e qualificações.

Conhece alguém que quer se tornar designer gráfico freelancer? Compartilhe esse texto pelas redes sociais ou marque seu amigo nos comentários!

Comentários com Facebook
Ligue-me de volta!

Podemos te enviar nosso material digitalizado?


Sim
Não

Preencha o formulário


Aulas grátis de Programação e Photoshop! Deseja participar?


Sim
Não

Preencha o formulário