Barra da Tijuca, Rio de Janeiro, RJ Barra Square Shopping Center, Avenida das Américas 3.555, Bloco 1, Sala 301

O que é melhor: Ser um programador especialista em uma linguagem ou conhecer várias?

O artigo de hoje responde a uma pergunta muito importante para você que quer ser um programador de sucesso, valorizado pelas empresas e que ganha bem!

Linguagens de programação

A linguagem de programação está para um programador assim como a caneta está para o escritor. É por meio dela que ele pode criar as instruções que serão interpretadas e/ou compiladas pelos computadores, dispositivos e máquinas.

Ao conjunto organizado de instruções damos o nome de programa, que posteriormente pode ter a forma de softwares mais complexos, aplicativos e sistemas. Conhecer e fazer bom uso dos fundamentos de pelo menos uma linguagem de programação habilita o programador a criar inúmeros recursos e soluções.

De forma geral, as linguagens mais utilizadas na atualidade são:

  • Java;
  • Python;
  • PHP;
  • C#;
  • Delphi;
  • C++;
  • Visual Basic;
  • C;

Por que é necessário aprender uma linguagem de programação?

As linguagens de programação representam o meio necessário para que o programador realize o seu trabalho. Elas possuem estruturas e regras próprias que, assim como a linguagem que usamos para nos expressar, precisam ser seguidas. Dentre elas, podemos destacar: Regras lexicais, regras de sintaxe, regras de semântica e outras regras específicas para cada linguagem.

A um bom programador cabe o aprendizado e o bom uso das construções e regras da linguagem. De posse de tal conhecimento, a tendência é que o profissional seja valorizado e tenha ótimos rendimentos.

O mercado de trabalho para os programadores tem sido generoso, com salários acima da média e muitas vagas abertas. E o melhor de tudo: há uma infinidade de linguagens de programação para o candidato escolher.

O que é melhor: Ser um programador especialista em uma linguagem ou conhecer várias?

Ao escolher uma linguagem e começar a trabalhar com ela, o profissional se depara com outro desafio. É seguro dominar apenas uma linguagem de programação ou é aconselhável conhecer várias delas?

A experiência tem nos mostrado que é preferível que o programador possua o conhecimento sobre mais de uma linguagem. Os motivos para isso são:

  • Rapidez com que as mudanças no mercado da tecnologia ocorrem. Uma linguagem de programação que atualmente está em alta, em um futuro próximo pode cair em desuso;
  • Capacidade de resolver problemas e contribuir para uma equipe multidisciplinar, isto é, que lida com várias tecnologias;
  • Capacidade de deduzir a solução de problemas em uma linguagem de programação desconhecida. O programador pode resolver o problema associando as informações que possui com as regras e estruturas de outras linguagens conhecidas;
  • Valorização do programador, com a possibilidade de atuação em vários projetos. Isso permite que o profissional se mantenha ativo, inclusive em época de crise.

A importância em conhecer mais de uma linguagem se assemelha àquela relacionada à nossa língua. Uma pessoa que possui fluência em mais de um idioma, tem um alcance maior de atuação e possibilidades.

Qual linguagem devo escolher?

Tanto o programador iniciante como aquele que já possui uma experiência considerável pode ter dúvidas na escolha da linguagem de programação. A incerteza maior reside no fato de que muitas tecnologias usadas na atualidade e podem estar obsoletas em um futuro próximo.

De qualquer forma, há boas notícias, inclusive para aqueles que não se decidiram. O programador pode tanto optar pelas linguagens mais antigas como por outras mais recentes. No primeiro caso, há muitas empresas que usam linguagens antigas para manterem os seus softwares legados e, no segundo, há um mercado inteiro carente de inovação.

Escolher entre uma ou outra, ou ambas, depende de vários fatores, principalmente:

Nível de experiência: é preferível que um programador em início de carreira opte por uma linguagem que possua construções mais simples. Posteriormente, com o conhecimento adquirido, ele pode refazer a escolha com base em outros fatores, como a análise do mercado.

Análise do mercado: para o programador que prefere guiar os seus esforços de forma estratégica, a análise de mercado pode ser de grande valia. Tendências e projeções podem apontar para uma tecnologia que tenha uma demanda maior no futuro.

Mudança: um outro cenário que pode contribuir para a escolha de uma determinada linguagem de programação diz respeito à mudança. Muitos profissionais podem perder oportunidades se não estiverem dispostos à aprender uma nova linguagem.

Invista em linguagens de programação

Comece a estudar uma nova linguagem de programação ainda hoje. E tudo bem se você não é um programador experiente! Há muitas oportunidades, com ótimos salários e que dependem apenas do seu interesse. Não fique de fora!

 

Comentários com Facebook
Ligue-me de volta!

Podemos te enviar nosso material digitalizado?


Sim
Não

Preencha o formulário


Aulas grátis de Programação e Photoshop! Deseja participar?


Sim
Não

Preencha o formulário